Drenagem linfática: um GUIA COMPLETO sobre a técnica

Drenagem linfática: um GUIA COMPLETO sobre a técnica

Pés inchados, sensação de peso nas pernas, um mal estar terrível, são situações comuns e que, geralmente, são causadas pela retenção de líquidos. Para neutralizá-los, uma técnica poderosa é a drenagem linfática que, libera toxinas e diminui o inchaço.

Se você sofre com esses incômodos, vamos abordar, agora, tudo o que você precisa saber sobre os benefícios da drenagem linfática.
Vamos lá?

      1. Manual e Mecânica
      2. Drenagem linfática facial
      3. Drenagem linfática nos braços e mãos
      4. Drenagem linfática do tórax e mama
      5. Drenagem linfática na barriga
      6. Drenagem linfática nas pernas e pés
      7. Drenagem linfática das costas e nádegas

O que é drenagem linfática?

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que tem por objetivo estimular o sistema linfático.
Mas, o que seria esse sistema linfático? – você deve estar se perguntando.
O sistema linfático é um sistema que age na proteção do organismo, tendo um papel muito importante com o sistema imunológico.

Esse sistema é composto por diversos órgãos e pela linfa – um líquido cuja função é a eliminação de impurezas do organismo.

Além de sua ação primordial junto ao sistema imunológico, o sistema linfático também tem como função a remoção do excesso de fluidos do organismo, bem como absorção de ácidos graxos e transporte da gordura para o sistema circulatório.

Ou seja, qualquer disfunção no funcionamento desse sistema faz com que haja um desequilíbrio na eliminação do excesso de líquidos, resultando em retenção de líquido, dando à região um aspecto inchado e brilhante.

É aí que entra a indicação da drenagem linfática, compreende?!

Com toques leves, a drenagem ativa esse sistema linfático – que percorre o corpo todo, e coloca o líquido que extrapolou do sistema circulatório no caminho certo para ser eliminado na urina. Um verdadeiro detox!

Para quem a drenagem linfática corporal é indicada?

A drenagem linfática corporal é indicada para quem tem:

  • Cicatrizes hipertróficas e queloidianas;
  • Circulação sanguínea de retorno comprometida;
  • Edema gestacional e tensão pré-menstrual;
  • Fibroedemagelóide, mais conhecido como celulite;
  • Hipertensão;
  • No período pré e pós cirúrgico;
  • Retenção de líquidos/edema;
  • Reumatismo;
  • Tensão corporal.

Drenagem linfática X Massagem modeladora

Massagem modeladora é realizada com maior pressão com a finalidade de alcançar a camada de tecido adiposo (gordura) e modelá-la. A Drenagem Linfática é uma massagem mais leve com a finalidade de tirar do organismo o excesso de líquido e toxinas acumulados.

Como fazer a drenagem linfática corporal

Manual e Mecânica

De modo geral, a drenagem pode ser realizada de 1 a 5 vezes por semana, dependendo da necessidade, devendo ser prescrita o número de sessões pelo próprio terapeuta que irá realizar o procedimento, após uma avaliação inicial.

A drenagem linfática pode ser manual ou mecânica, sendo que seus benefícios são semelhantes.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a drenagem linfática manual deve ser realizada por profissionais devidamente habilitados, que realizam com as mãos manobras suaves, lentas, monótonas e rítmicas, que devem obedecer ao trajeto do sistema linfático superficial.


Você também pode gostar


Já a drenagem mecânica tem os mesmos objetivos da linfática manual e une a tecnologia aos conhecimentos de quem trabalha com o aparelho para potencializar esse processo.

É vista como um método não invasivo, utilizando sobre a pele aparelhos específicos que funciona por meio de rolamento, sucção – com o objetivo de auxiliar a diminuição da retenção de líquido, permitindo uma atuação mais profunda, ou seja, alcançando a gordura localizada e musculatura.

Drenagem linfática facial

A drenagem do rosto inicia pela drenagem do pescoço – começa por círculos com os dedos que exercem pressão na região supraclavicular, depois fazer círculos suaves sobre o músculo esternocleidomastoideo, na lateral do pescoço e também na região nucal.

A seguir começa a drenagem na face propriamente dita, e para isso se deve iniciar a drenagem ao redor da boca. Veja os passos:

  • Apoiar o dedo indicador e médio, pressionando a área do queixo com movimentos circulares;
  • Realizar movimentos na região por baixo da boca e em sua volta, incluindo acima do lábio superior, trazendo a linfa em direção ao centro do queixo;
  • Os círculos com os dedos (anelar, médio e indicador) empurram a linfa das bochechas em direção ao ângulo da mandíbula. O movimento inicia na parte inferior da bochecha, até o ângulo, e depois chega mais próximo ao nariz,
    trazendo a linfa em direção ao ângulo;
  • A pálpebra inferior deve ser drenada em direção aos gânglios próximos do ouvido;
  • A pálpebra superior, região do canto dos olhos e a testa também devem ser drenadas em direção ao ouvido.

Drenagem linfática nos braços e mãos

A drenagem do braço, mão e dedos começa com o estímulo na região axilar, com várias séries de 4-5 círculos. Veja como fazer:

  • Fazer o movimento de deslizamento ou bracelete do cotovelo até a região da axila. Repetir de 5-7 vezes;
  • Fazer movimentos de deslizamento ou bracelete desde o punho até o cotovelo. Repetir de 3-5 vezes;
  • Próximo ao punho os movimentos devem ser realizados com as pontas dos dedos em movimentos circulares;
  • A drenagem da mão inicia com os movimentos circulares da região próxima ao polegar até a base dos dedos;
  • Os dedos são drenados com círculos combinados com as pontas dos dedos e do polegar ao longo do seu comprimento;
  • A drenagem dessa área termina com o estímulo dos gânglios axilares.

 


Cadastre-se em nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos em primeira mão!


Drenagem linfática do tórax e mama

A drenagem dessa região começa com a estimulação dos gânglios da região supraclavicular e axilar com movimentos circulares ou bombeamento. Veja como fazer:

  • Posicionar os dedos com movimentos circulares, a região de baixo da mama deve ser drenada em direção à axila. Repetir de 5-7 vezes;
  • A região do centro do tórax deve ser drenada em direção à região subclavicular. Repetir de 5-7 vezes.
  • A drenagem dessa região termina com a estimulação da região subclavicular.

Drenagem linfática na barriga

A drenagem do abdômen começa com o estímulo da região inguinal. Veja como fazer:

  • Fazer movimentos de pressão com a lateral da mão em volta do umbigo em direção à crista ilíaca, e depois da crista ilíaca até a região inguinal. Repetir entre 5-10 vezes de cada lado;
  • A drenagem da parte lateral da barriga deve ser de cima para baixo, pressionando suavemente a pele até chegar ao quadril. Repetir entre 5-10 vezes.
  • A drenagem da parede abdominal termina com a estimulação em bombeamento dos gânglios inguinais.

Drenagem linfática nas pernas e pés

A drenagem das pernas e pés começa com a estimulação da região inguinal com pressões consecutivas e movimentos circulares com as pontas dos dedos em várias séries de 4-5 círculos. Veja como fazer:

  • Posicionar as mãos em forma de bracelete sobre a coxa e fazer deslizamentos do meio da coxa até os gânglios, de 5-10
    vezes e depois da região mais próxima do joelho, até a região inguinal, de 5-10 vezes;
  • A região interna da coxa deve ser drenada em direção aos genitais;
  • A drenagem do joelho começa pela drenagem dos gânglios poplíteos localizados na parte de trás do joelho;
  • A drenagem da parte posterior da perna deve ser sempre em direção aos gânglios linfáticos próximos dos genitais;
  • Fazer movimentos de bracelete desde o tornozelo até a parte de trás dos joelhos, pressionando as mãos contra a pele. Repetir entre 5-10 vezes;
  • Colocar as mãos atrás da dobra do joelho e subir até à virilha, passando pelo bumbum. Repetir entre 5-10 vezes.
    Para drenar os pés deve realizar movimentos circulares com as pontas dos dedos desde a região maleolar até a parte posterior do joelho.

Drenagem linfática das costas e nádegas

As manobras realizadas nas costas e glúteos podem ser de pressão com a parte lateral da mão e os movimentos em círculo com os dedos. Veja como fazer:

  • O meio das costas em direção à axila;
  • A região lombar em direção à região inguinal;
  • A região superior e média do glúteo em direção à região inguinal;
  • A parte inferior dos glúteos em direção aos genitais.
  • A drenagem dessa região termina com a estimulação dos gânglios inguinais.

Aviso importante!

Após finalizar a drenagem a pessoa deve permanecer deitada, em repouso por 5-10 minutos. Se for realizar atividade física intensa a seguir, também deverá usar a meia ou manga de compressão durante a atividade física.

Drenagem linfática antes e depois

Antes do procedimento realizado

  • Acúmulo de Líquidos;
  • Circulação precária;
  • Corpo inchado;
  • Mais celulites;
  • Medidas maiores;
  • Sistema imunológico prejudicado;
  • Toxinas acumuladas no organismo.

Depois do procedimento realizado

  • Ativação do sistema imunológico;
  • Corpo desinchado;
  • Eliminação das toxinas do organismo;
  • Eliminação de líquidos;
  • Medidas reduzidas;
  • Melhoria da circulação;
  • Menos ou nenhum celulite.

Drenagem linfática: mitos e verdades

Drenagem linfática emagrece. MITO

Embora colabore na perda de medidas, a drenagem linfática corporal não emagrece, pois não elimina a gordura localizada. Mas, por eliminar os líquidos que causam inchaço, há sim uma perda de volume na região.

Não pode fazer drenagem linfática todos os dias. VERDADE

Não pode, pois é preciso dar um tempo para o organismo se recuperar obtendo uma melhor resposta ao tratamento.

Drenagem linfática dói. MITO

O fluxo da linfa é relativamente lento e precisa ser respeitado. Assim, as manobras não precisam provocar dor ou desconforto. A intenção é inclusive que ela seja relaxante, trazendo saúde e bem-estar.

Promove resultados rápidos. VERDADE

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os resultados são notados desde a primeira sessão. Algumas pessoas percebem logo a diminuição na retenção de líquidos, e com isso, a diminuição de edema e maior sensação de conforto e bem-estar.

Beber água antes da drenagem melhora os efeitos. MITO

Independente da massagem, beber água é importante em qualquer condição, e ajuda a melhorar a retenção de líquido e eliminar toxinas, portanto não é uma condição da drenagem linfática.

Drenagem linfática ajuda a melhorar sintomas de TPM. VERDADE

Devido à liberação de líquidos, a drenagem linfática age diretamente no combate ao inchaço, que é um dos sintomas da TPM. Também ajuda no controle da ansiedade, por ter um efeito relaxante.

Drenagem linfática: preço

Em uma sessão de aproximadamente 50 minutos, o valor mais comum em clínicas de estética atualmente varia de R$ 120,00 a 165,00 por sessão.

Pelo fato do valor da sessão ser um pouco alto, as clínicas de estética geralmente oferecem pacotes de, por exemplo, 10 sessões, e acaba saindo por um preço mais em conta.

Vale ressaltar, o preço varia porque depende de cada região, especialização do profissional e spas/ clínicas.

Quem não pode fazer drenagem linfática?

Apesar de todas as vantagens, a drenagem não é para todo mundo. Veja o grupo de pessoas que não pode realizar:

  • Quem tem algum risco vascular, como insuficiência cardíaca, trombose ou hipertensão descompensada não deve fazer;
  • Pessoas com alguma infecção, já que há risco de as células infecciosas caírem no sistema linfático e se espalharem pelo corpo;
  • Em relação às grávidas, existe apenas uma restrição até os três meses de gestação; depois disso, elas podem fazer, mas sempre com orientação médica.

Sobre a Top Spa Brasil

O portal Top Spa Brasil é focado em conectar Spa ao bem-estar das pessoas e ao navegar pelo portal, é possível encontrar uma gama de conteúdos educativos sobre o setor, além de encontrar em um só lugar diversidade de Spas e profissionais qualificados. Clique aqui e confira.

Esperamos que tenham aproveitado todas as informações!

Até o próximo artigo.

Conteúdo Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *